Acção financiada pela União Europeia.
Acção gerida parcialmente pelo Camões, I.P.
 

Boletim mensal / Março 2022 Imprimir

CUNENE

Temperatura média do ar a 2 metros (ERA5)
Média mensal 22,6
Anomalia mensal -0,1
Precipitação total (ERA5)
Total mensal 167,5
Anomalia mensal 41,9

HUÍLA

Temperatura média do ar a 2 metros (ERA5)
Média mensal 21,3
Anomalia mensal 0,8
Precipitação total (ERA5)
Total mensal 177,8
Anomalia mensal -21,4

NAMIBE

Temperatura média do ar a 2 metros (ERA5)
Média mensal 25,1
Anomalia mensal 0,5
Precipitação total (ERA5)
Total mensal 41,3
Anomalia mensal -71,2

Resumo

O mês de Março de 2022, foi caracterizado por temperatura média do ar acima do normal nas províncias do Namibe e Huíla, com uma anomalia de 0.5ºC na província do Namibe e 0.8ºC na província da Huíla. A província do Cunene foi caraterizado com temperatura média do ar abaixo do normal, com anomalia de -0.1ºC.

Em relação aos valores médios da quantidade de precipitação, registaram-se valores acima do normal mensal para o período 1981-2010, na província do Cunene e valores abaixo da normal nas províncias do Namibe e da Huíla. Os valores de percentagem de precipitação em Março de 2022, em relação ao valor médio, foram de 37% no Namibe, 89% na Huíla e 133% na província do Cunene. Ainda assim, o valor médio da quantidade de precipitação acumulada no presente ano hidrológico 2021/2022, desde 1 de outubro a 31 de Março de 2022, é inferior ao valor normal nas 3 províncias.

Os valores de humidade no solo, permanecem iguais ao mês anterior. Em termos médios, apresentam-se inferiores a 10% na província do Namibe e nas províncias da Huíla e do Cunene, os valores, em termos médios, variam entre 21 e 40%. Destaca-se que, na província do Cunene, o município do Curoca que encontra-se em ponto de emurchecimento permanente (inferior a 1%), os municípios de Ombadja e Cahama com valores inferiores a 10 % e nos restantes municípios os valores variam entre 21 e 40 %. Na província da Huíla, destacam-se o o município do Chibia que encontra-se em ponto de emurchecimento permanente (inferior a 1%), os municípios da Humpata, Quipungo, Gambos e Lubango com valores inferiores a 10%, os municípios de Cacula e Caluquembe os valores variam entre 11 e 20% e, nos restantes municípios, os valores são superiores a 20%. Na província do Namibe, todos os municípios têm valores inferiores a 10 %, exceto o município do Tômbwa, cujos valores variam entre 11 e 20%.

O Índice de Saúde da Vegetação (VHI) resulta da composição de 2 sub-índices: o VCI (indicador das condições de humidade do solo) e o TCI (indicador da componente térmica). Ao longo do mês de Março de 2022, o VHI apresentou valores que indicam, na primeira quinzena do mês, um agravamento do estado de saúde da vegetação nas províncias da Huíla e Namibe, seguido de um desagravamento na segunda quinzena. Na província do Cunene, ao longo do mês observou-se um melhoramento geral das condições de saúde da vegetação.

Este documento foi produzido com o apoio financeiro da União Europeia. O seu conteúdo é da exclusiva responsabilidade dos seus autores e não reflete necessariamente a posição da União Europeia.

Os conteúdos deste documento são da responsabilidade exclusiva dos seus autores. Nem o Camões, I.P, nem qualquer indivíduo agindo em nome do mesmo é responsável pela sua utilização. As designações e a apresentação dos materiais e dados usados neste documento não implicam a expressão de qualquer opinião da parte do Camões, I.P., da Cooperação Portuguesa ou do Ministério dos Negócios Estrangeiros relativamente ao estatuto jurídico de qualquer país, território, cidade ou zona, ou suas autoridades, bem como a expressão de qualquer opinião relativamente à delimitação das suas fronteiras ou limites. A referência a projetos, programas, produtos, ferramentas ou serviços específicos não implica que estes sejam apoiados ou recomendados pelo Camões, I.P., concedendo-lhes preferência relativamente a outros de natureza semelhante, que não são mencionados ou publicitados.

 

1. Temperatura média do ar a 2metros

Temperatura média do ar a 2 metros (ERA5) - Anomalia mensal

Namibe

No mês de Março de 2022, o valor médio da temperatura média do ar, na província do Namibe, foi de 25.1°C e o desvio, em relação à normal mensal 1981-2010, foi de + 0.5 °C.

Huila

Em Março de 2022 o valor médio da temperatura média do ar, na província da Huíla, foi de 21.3 °C e o desvio, em relação à normal mensal, é de + 0.8 °C. Desde Março de 2012 que não se verificam anomalias negativas da temperatura média do ar, em relação ao valor normal mensal.

Cunene

Em Março de 2022, o valor médio da temperatura média do ar, na província do Cunene, foi de 22.6 °C e o desvio, em relação à normal mensal, é de -0.1 °C.

2. Precipitação total mensal

Precipitação total (ERA5) - Total mensal

Namibe

No mês de Março de 2022, o valor médio da quantidade de precipitação, na província do Namibe, foi de 41.3 mm, que corresponde a cerca de 37 % do valor normal 1981-2010. O valor médio da quantidade de precipitação no município da Bibala foi o mais elevado desta província, 66.9 mm, que corresponde a 35% do valor normal mensal (1981-2010).

Huíla

Na província da Huíla, em Março de 2022, o valor médio mensal da quantidade de precipitação foi de 177.8 mm, que corresponde a cerca de 89% do valor normal 1981-2010. O valor médio da quantidade de precipitação no município dos Gambos foi o mais elevado desta província, 232.0 mm, que corresponde a 158% do valor normal mensal (1981-2010).

Cunene

Na província do Cunene, em Março de 2022, o valor médio da quantidade de precipitação, 167.5 mm, corresponde a cerca de 133% do valor normal 1981-2010. O valor médio mensal da quantidade de precipitação no município do Cahama foi o mais elevado desta província, 250.3 mm, que corresponde a cerca 203% do valor normal (1981-2010).

3. Precipitação acumulada no ano hidrológico 2020/2021 (desde 1 de outubro de 2020)

Precipitação total (ERA5) - Acumulado

NAMIBE

Na província do Namibe, o valor médio da quantidade de precipitação acumulada desde 1 de Outubro de 2021 a 31 de Março de 2022 foi de 186.0 mm, correspondendo a cerca de 59 % do valor normal (1981-2010). O valor médio mais baixo da quantidade de precipitação acumulada, no ano hidrológico 2021-2022, foi no município do Moçâmedes, com 55.5 mm, que corresponde a cerca de 40 % do valor normal (1981-2010). O valor médio mais elevado da quantidade de precipitação acumulada, no ano hidrológico 2021-2022, permanece no Município da Bibala, com 379.9 mm, que corresponde a cerca de 61 % do valor normal (1981-2010).

HUÍLA

Na província da Huíla, o valor médio da quantidade de precipitação acumulada desde 1 de Outubro de 2021 a 31 de Março de 2022, foi de 717.9 mm, que corresponde a cerca de 80 % do valor normal (1981-2010). O valor médio mais baixo da quantidade de precipitação acumulada, no ano hidrológico 2021-2022, foi no município dos Gambos, com 516.2 mm, que corresponde a cerca de 89 % do valor normal (1981-2010). O valor médio mais elevado da quantidade de precipitação acumulada, no ano hidrológico 2021-2022, foi no município do Chipindo, com 1058.2 mm, que corresponde a cerca de 92 % do valor normal (1981-2010).

CUNENE

Na província do Cunene, o valor médio da quantidade de precipitação acumulada desde 1 de Outubro de 2021 a 31 de Março o de 2022, foi de 551.0 mm, que corresponde a cerca de 88% do valor normal 1981-2010. O valor médio mais baixo da quantidade de precipitação acumulada, no ano hidrológico 2021-2022, foi no município do Curoca, com 371.9 mm, que corresponde a cerca de 89% do valor normal (1981-2010). O valor médio mais elevado da quantidade de precipitação acumulada, no ano hidrológico 2021-2022, foi no município do Cuvelai, com 635.2 mm, que corresponde a cerca de 80% do valor normal (1981-2010).

4. SPI - Índice normalizado de precipitação

Índice normalizado de precipitação - SPI-12

O índice SPI (Standardized Precipitation Index- Índice padronizado de precipitação) quantifica o défice ou o excesso de precipitação em diferentes escalas temporais, que refletem o impacto da seca nas diferentes disponibilidades de água.

Verifica-se, no fim de Março de 2022:

  • SPI 3m que reflete a condição de água no solo de curta duração – Na província do Cunene todos municípios estão em situação normal. Na província de Huíla, todos os municípios estão em situação normal, com excepção da Lubango, Humpata e Quilengues que se encontram em seca moderada. Na província do Namibe, os municípios de Moçâmedes, Camacuio e Bibala encontram-se em seca moderada.

  • SPI 6m que reflete a condição de água no solo de média duração – Na província do Cunene todos municípios estão em situação normal. Na província do Namibe, os municípios de Moçâmedes, Camacuio e Bibala encontram-se em seca moderada. Na província de Huíla, todos os municípios estão em situação normal, com excepção da Lubano, Humpata, Quilengues, Cacula, Caluquembe, Chicombae Jamba que se encontram em seca moderada.

  • SPI 9m e SPI 12m refletem padrões de precipitação de longa duração, sendo indicadores de impactos significativos que estão a ocorrer no sector agrícola.

Quanto à escala SPI 9m, na província do Cunene todos municípios estão em situação normal, com excepção do município do Cuvelai que se encontra em seca moderada. Na província do Namibe, os municípios de Moçâmedes, Camacuio e Bibala encontram-se em seca moderada. Na província de Huíla, todos os municípios estão em situação normal, com excepção da Lubano, Humpata, Quilengues, Cacula, Caluquembe, Chicombae Jamba que se encontra em seca moderada.

Quanto à escala SPI 12m, verifica-se que: na províncias da Huíla e do Cunene os municípios estão em situação idêntica ao SPI 9m. Na província do Namibe, os municípios de Camacuio e Bibala encontram-se em seca moderada.

Índice normalizado de precipitação - SPI-3
Índice normalizado de precipitação - SPI-6
Índice normalizado de precipitação - SPI-9
Índice normalizado de precipitação - SPI-12

5. SMI - Índice de água do solo

Índice água no solo - Percentagem mensal

Namibe

No fim do mês de Março de 2022, na província do Namibe, o valor do índice de água no solo, em termos médios, é inferior a 10% em todos os municípios da província.

Huila

No fim do mês de Março de 2022, na província da Huíla, o valor do índice de água no solo, em termos médios, é inferior a 40%. O município do Chibia encontra-se em ponto de emurchecimento permanente (inferior a 1%), os municípios da Humpata, Quipungo, Gambos e Lubango com valores inferiores a 10%, os municípios de Cacula e Caluquembe os valores variam entre 11 e 20%, os municípios dos Quilengues, Chicomba e Matala os valores variam entre 21 e 40%, os municípios de Caconda e Jamba os valores variam entre 41 e 60%, o município do Kuvango os valores variam entre 61 e 80% e o município do Chipindo os valores variam entre 81 e 99%.

Cunene

No fim do mês de Março de 2022, na província do Cunene o valor médio do índice de água no solo é inferior a 40%. O município do Curoca que encontra-se em ponto de emurchecimento permanente (inferior a 1%), os municípios de Ombadja e Cahama com valores inferiores a 10 % e nos restantes municípios os valores variam entre 21 e 40%.

6. Índice de saúde da vegetação

Em comparação com Fevereiro, durante o mês de Março de 2022:

Na província do Namibe, observou-se, na primeira quinzena do mês, um agravamento do estado de saúde da vegetação, seguido de um desagravamento na segunda quinzena. No final do mês de Março todos os municípios encontram-se em situação de stress moderado.

Na província da Huíla, verificou-se, na primeira quinzena do mês, um agravamento do estado de saúde da vegetação, seguido de um desagravamento na segunda quinzena. No final do mês de Março os municípios de Caluquembe, Caconda, Chicomba, Humpata, Lubango, Chibia e Gambos encontram-se em situação de stress moderado. Os restantes municípios apresentam boas condições de saúde da vegetação.

Na província do Cunene, ao longo do mês observou-se um melhoramento geral das condições de saúde da vegetação. No final do mês de Março, todos os municípios apresentam boas condições de saúde da vegetação, excepto o município da Cahama.

Índice Saúde da Vegetação - Composição semanal VHI

Notas

FONTE DOS DADOS:

  • Temperatura média do ar a 2m e precipitação total – ERA5
  • Índice de água no solo (SMI) – Modelo do Centro Europeu de Previsão do Tempo a Médio Prazo (ECMWF)
  • Índice normalizado de precipitação (SPI) – Calculado com base na precipitação total (ERA5)
  • Índice de saúde da vegetação (VHI) - NOAA/NESDIS

INDICADORES

Indicadores descritos no link http://dev.widegeo.com/pages/sobre/indicadoresagroclima/

NOTA TÉCNICA

ERA5: informação sobre dados

COPERNICUS: Serviço de dados

LSA SAF (2020): Catálogo de dados

Organização Mundial da Meteorologia (2012): WMO-No.1090 Guia de utilização do SPI

US National Drought Mitigation Center (2020): Informação sobre SPI.

Este documento foi produzido com o apoio financeiro da União Europeia. O seu conteúdo é da exclusiva responsabilidade dos seus autores e não reflete necessariamente a posição da União Europeia.

Os conteúdos deste documento são da responsabilidade exclusiva dos seus autores. Nem o Camões, I.P, nem qualquer indivíduo agindo em nome do mesmo é responsável pela sua utilização. As designações e a apresentação dos materiais e dados usados neste documento não implicam a expressão de qualquer opinião da parte do Camões, I.P., da Cooperação Portuguesa ou do Ministério dos Negócios Estrangeiros relativamente ao estatuto jurídico de qualquer país, território, cidade ou zona, ou suas autoridades, bem como a expressão de qualquer opinião relativamente à delimitação das suas fronteiras ou limites. A referência a projetos, programas, produtos, ferramentas ou serviços específicos não implica que estes sejam apoiados ou recomendados pelo Camões, I.P., concedendo-lhes preferência relativamente a outros de natureza semelhante, que não são mencionados ou publicitados.